Poucas dicas de Buenos Aires - Parte 2: Partida

Olás!

Seguindo o relato da viagem, agora vou falar da partida: ida ao aeroporto, check-in e duty free.

Ida ao aeroporto

Bom, como eu falei neste post, tem uma empresa que leva e traz do aeroporto, que fica a 35km da cidade, a um preço justo. No entanto, quando fomos perguntar ao atendente do hotel como pegar o ônibus para ir a Ezeiza, ele nos ofereceu ir de táxi, a um preço de 110 pesos (mais ou menos R$55,00 para os dois). Achei muito bom, porque na ida tínhamos pago 100 pesos os dois para chegar ao hotel, só que a diferença é a facilidade de ir diretamente ao aeroporto e com conforto. Portanto, perguntem nos hotéis quanto fica para pegar o táxi, pois pode valer a pena. E é seguro, pois a impressão que tive do pessoal do hotel é que eles não vão te colocar em furada, pois seria propaganda negativa para eles.

Check-in

Bom, em qualquer vôo internacional, o ideal é vc chegar 3 horas antes do vôo, por uma série de razões. A primeira é que, se vc não tem assento marcado, vc corre um risco pequeno de pegar um assento ruim. A segunda razão é que as filas para o check-in, em geral, são grandes, então vc vai perder um tempo considerável para pegar o seu cartão de embarque. A terceira razão é que, antes de vc chegar à área de duty free, vc tem que passar pela migração, que também tem filas enormes. Então, chegar bem antes é uma forma de vc garantir que não vai ter que correr pra aproveitar o duty free e não vai correr o risco de perder o vôo.

Como Ezeiza fica a 35km da cidade, decidimos sair 4 horas antes do vôo, contando que o trajeto até lá pode levar até uma hora. Muito do caminho até o aeroporto é por dentro da cidade, e isto significa pegar o trânsito, e Buenos Aires tem um trânsito pesadinho. Como diz um velho ditado, "seguro morreu de velho". Chegando ao aeroporto, fomos direto ao check-in, que já tinha uma fila considerável. Pegamos os bilhetes e já embarcamos. Aqui um detalhe importante é se vc almoçou antes (ou jantou antes) de ir ao aeroporto, pois as opções dentro da sala de embarque são muito ruins e carésimas - gastamos, eu e o Daniel, 100 pesos por dois sanduíches e um refrigerante, um verdadeiro roubo! Então, ou vc já vai alimentado, ou tenta as opções de fora da sala de embarque - se não me engano, eu vi um McDonald's lá fora.

Migração

Depois de embarcar, tem que passar pelo fatídico raio X e depois vai pela migração, onde vc tem que entregar um papel que preencheu na ida. Explico: quando chegar em Buenos Aires, vai ter que preencher um formulário que tem duas partes iguais. Uma delas vc entrega quando passa na migração da ida, e a outra na migração da volta. Não sei o que pode acontecer se vc perder o papel, mas caso vc tenha entrado apenas com o RG (por ser país de Mercosul, esta possibilidade é válida), o papel da volta é importante, pois é nele que o cara carimbou a sua entrada no país. Caso tenha entrado com passaporte, eles carimbam a entrada no passaporte.

Tem uma vantagem em comprar produtos em lojas com o selo TAX FREE: vc pode recuperar na volta, ainda no aeroporto de Buenos Aires, o imposto pago a mais no produto. Não me lembro se isso é feito antes de embarcar ou perto da migração. Fiquem atentos a isso, caso seja o seu caso. Para mais informações, dá uma olhada neste site.

As filas da migração costumam ser longas e demoradas, por isso que embarcar o quanto antes é uma boa estratégia.

Duty Free

Produtos MAC e Chanel comprados no Duty Free da volta

É aqui que a mulherada enlouquece! O Duty Free da volta é maior que o da vinda, e tem sim MAC! Só que cuidado pra não perder a MAC: ela fica à parte das outras marcas, logo à direita, entrando no Duty Free. Tinha a coleção "In the groove", mas muito desfalcada! Dos batons, tinham dois ou três; dos blushes e sombras, mais ou menos a mesma quantidade. Com relação aos itens de catálogo, também: pincéis de olhos, muito poucos, e os batons também estavam em falta vários. Mas mesmo assim, consegui comprar itens que tinha colocado na minha wishlist, como paint pot, fluidline (delineador em gel), sombra, batom e blush, além de um pincel para olhos. 

Das outras marcas, tinha muita coleção nova nos mostradores, mas não sei dizer com certeza se tinham os produtos. Explico novamente: tinha o mostrador da coleção da Chanel que tem o batom Genial (que eu encomendei com a Nanda, do Desapegada), mas não tinha o batom. Comprei outro que tinha colocado na minha listinha, o Exotic, que é um coral puxado pro laranja. Da Lancôme, tinha a nova máscara Hypnôse Precious Cells, e da YSL a coleção baseada na África. A Clinique tinha bastante coisa, mas não tinha o Take the Day Off! que eu queria...

Há também uma parte de chocolates, carnes (!!!), queijos, vinhos, eletrônicos, roupas, mas que eu não dei muita atenção - só comprei chocolate porque amo! Mas vale a pena fuçar lá também...

Bem, com isso encerro a parte de dicas da partida de Buenos Aires, mas antes de terminar o post, queria contar uma história pra vcs...

Sorte

Mimo da TAM pra classe executiva

Quando estávamos fazendo o check-in (eu e meu marido), tive uma supresa: eu estava na classe executiva, por alguma razão, e meu marido na classe econômica! Bom, fazer o quê? Na verdade, não fui eu que comprei a minha passagem - foi uma agência de viagens, a pedido de um professor da USP que tem um projeto do CNPq que faço parte também. E a passagem do meu marido foi comprada por nós. E eu não tinha me dado conta que a minha era executiva, e compramos a do Daniel na classe econômica. Resultado: fomos em classes separadas, mas ainda bem que o vôo era curtinho - 1 hora e 20 minutos. 

Bom, a classe executiva não chega a ser uma primeira classe, mas é muito diferente da econômica. Na verdade, dá pena do pessoal que vai na classe econômica (eu em 99,99% das viagens), pois as poltronas são muito maiores e de 2 em 2, e vc tem à disposição travesseiro grande e cobertor. Só isso já seria muito bom, mas tem outras coisas: temos uma aeromoça só para nós (6 pessoas); serve-se bebida o tempo inteiro de vôo, além de revistas como Época, Caras, Veja, Isto É; o menu de lanche vem servido numa bandeja com toalha e talheres de verdade, além de conter salada, pão, um prato salgado e sobremesa - não é apenas um lanchinho, como na econômica; e te dão um mimo, que é uma necéssaire de veludo bordô com várias coisinhas dentro! 
Dentro dela, que por si só já é uma fofura, vem: escova e pasta de dentes; protetor de ouvido; dois creminhos da Korres, marca grega de cosméticos; meia; máscara para dormir; calçador; escova de cabelos. Amei o mimo, principalmente as coisinhas da Korres que eu ainda vou experimentar - nem quis gastar pra economizar! (rs) Pelo menos uma vez na vida fui tratada como rainha! (rs) Mas minha alegria foi curta, apenas 1h30min... imaginem o que deve ser pegar avião na primeira classe, viajando para Europa ou EUA...

Então é isso. Vou preparar o post sobre a minha estada e concluir o relato da viagem!

Beijos!

Comentários

Karen Lommez disse…
AMiga, só viajo de econômica e acho ruim mesmo, ainda mais na Gol que estão dando de lanche refri quente (Tá tem umas pedras de gelo) e biscoito tipo salpet recheado de um creme podre de cheddar, tipo com muito gordura trans. Eca! Agora o que eu quero mesmo é ver o que vc comprou! Mostra para nós! bjk
Dáfni disse…
Karen, eu também. Foi uma surpresa saber que tinham comprado pra mim a executiva. Provavelmente foi a minha única vez! E o atendimento está cada vez pior nestas empresas, né? Por isso que compro sempre a mais barata, porque tudo é a mesma coisa mesmo...

Vou mostrar sim, pode deixar!

Beijos
Patricia Harumi disse…
Dáfni!!!!

Adoreii saber mais da sua viagem!!!!

Que coisa boa ir na classe executiva!!rsrs

Depois mostra melhor suas comprinhas, tá?!

bjss
Dáfni disse…
Oi Patricia, que bom! Vou mostrar sim, pode deixar! Não foi muita coisa, mas era o que eu estava querendo mesmo...

Beijos
Dafni, vc é uma figura!
Imagina indo pra Europa! rsrsrsrs
O free shop de lá na volta é enlouquecedor!!!!!!!
Tem muita coisa, principlamente relacionada a perfumes!
Q bom q deu tudo certo e correu tudo bem!
Quero ver tudo q vc comprou!!!!!!!!
100000 bjs...
Renata disse…
Ai, que delícia! vc pegou um 'by candlelight'? :O
Dáfni disse…
Samantha, eu na primeira classe indo na Europa ia me sentir! (rs)

Pois é, o free shop da volta estava legal, mas eu não estava querendo comprar muito coisa, pois tem coisa que comprei na Itália aqui e nem abri! Então foi uma comprinha mais contida... (rs)

Logo logo sai post das coisas que comprei!

Rê, vc se refere ao blush? Não é não, é um da coleção In the Groove, chama Happy Together!

Beijos
Dáfni, mesmo assim viajar de Tam, até na econômica, que é o que sempre compro, ainda tem vantagens de viajar em outras cias. De uma das ultimas vezes lembro de ter almoçado de verdade, mesmo que fossem talheres de plástico tinha comida.
Vou tirar uma foto para mandar pra vc de uma sacolinha que ainda tenho da primeira classe da Tam, é que o amigo da minha mãe era da manutenção da empresa e muita gente deixava estes "mimos" para trás.
Eu pude ter uma das sacolinhas. Sacolinhas de pano, com chinelos, pastinha de dente, escova de cabelo com cabo de madeira, tirador de pelo de roupas, meias felpudas e até kit de costura.
Pasmei!

Sobre a dica dos duty frees, eu li, mas com certeza voltarei quando para ler novamente quando for para Buenos Aires, hehe!

Legal saber que a Mac in the Groove, mesmo que desfalcada, estava sendo vendida aqui na América Latina. Achei que nem chegaria!

Beijos!
Dáfni disse…
Carlinha, quero ver sim a foto! Deve ser uma coisa de outro mundo mesmo...

Pois é, na ida nós almoçamos no vôo, e estava muito bom. Achava que nem se servia mais almoço em viagens curtas!

Ah, e quanto a MAC, eu também fiquei surpresa. Pena que não tinha todas as opções disponíveis...

Beijos
"Dri" disse…
Ah nemmmm eu quero tb!!! Sou alucinada por brindes!
kkkkkk....

Iremos viajar na próxima semana para o Chile, quem sabe tenho a mesma sorte! rs***

bjos!
Dáfni disse…
Dri, tomara! Já pensou que beleza???

Beijos
Aninha disse…
Poxa... chato que vc e seu marido foram em classes separadas... mas nada como uma necessaire fofa pra amenizar a "dor", né?! rsrsrs
Bjo
Dáfni disse…
KKK... a nécessaire amainou a dor mesmo, Aninha... só não a dele! (rs)

Beijos

Postagens mais visitadas