Nostalgia cosmética


Olás!

Há alguns dias que venho pensando em fazer este post (talvez meses!), e a minha vinda para Curitiba só aumentou o desejo de falar sobre isso (é, a gente tem que colocar pra fora as ideias, se não elas ficam te atormentando!). O fato é que hoje eu resolvi fazer mas... não é que eu vejo um post da Ana do Trendy Twins com a mesma "filosofia"? Enfim, só pra dizer que não andei copiando ideia! Até porque sempre cito os outros blogs... Pois então, trata-se da origem do meu interesse por cosméticos!

A minha adoração por cosméticos é de longa data (bota longa - rs)... vem do tempo que eu frequentava mais a casa da minha avó, e lá o quarto da Tia Kathleen (Kathy, para os íntimos!)... Bom, Tia Kathy tinha um banheiro só pra ela, bem espaçoso, como costumam ser as construções mais antigas. E lá, no fundo dele, estava a pia, enorme, cheinha de cosméticos! Ah, eu ficava maravilhada com aquilo! Ela tinha uma porção de shampoos diferentes, porque o cabelo dela era difícil e ela tentava de tudo, além de condicionadores, e cremes hidratantes! Sim, a Tia Kathy é a culpada por eu ser esta viciada em cosméticos! (bode expiatório?) Mas sério, sempre me lembro da imagem de chegar à porta do banheiro dela e ver aquela pia!




(uma parte da minha pia hoje - inspirada na Tia Kathy???)


Lembro também que na pia dela tinha um potinho que era o meu desejo de consumo: bolinhas perfumadas do Boticário! Naquela época (década de 80), o Boticário era uma empresa conhecida em Curitiba, não esta gigante de hoje! Adorava o Acqua Fresca, e o brilho labial em latinha, que vinha em três sabores: morango (meu preferido), hortelã e uva! De vez em quando, minha mãe me dava uma dessas, e eu guardava aquilo como uma relíquia!

 
Também na casa da minha avó era comum ela, a tia Kathy e a tia Margareth fazerem as unhas dos pés à noite, às vezes de madrugada... lembro que achava que era um processo muito complicado e dolorido, pois elas usavam gilete (aaaaahhhhh!!!!) para tirar os calos dos pés! Aquilo me dava medo... acho que por isso que não mexo muito nos meus pés - só esfolio e pinto as unhas! 

  
Outra lembrança e objeto de desejo até hoje, mas ainda não tenho: o ferro miniatura de passar da minha avó! Gente, ela tinha (deve ter ainda, se não jogou fora) um ferro de passar em miniatura, pra levar em viagens... não era sofisticado, mas acreditem: eu fui atrás uma vez e não achei nada parecido com aquele (aliás, comprei uma porcaria na Liberdade que não funcionou nunca!). Até hoje sonho em ter um (como se eu passasse muita roupa mesmo!)...

Estas lembranças são gostosas e trazem de volta épocas da minha vida em que eu convivia muito com minha avó... hoje em dia, morando longe (e por outros motivos também), mal a vejo, mas ela está sempre presente nas pequenas coisas que lembro - dos alfinetes com cabeças coloridas que eu brincava, dos gatos, do arroz frito na gordura do bife... Enfim, saudades!

Beijos meninas!


Comentários

Dáfni, que post gostoso, na verdade eu acho que tias solteira são mais inspiração para as meninas do que as mães, geralmente nossas mães tem menos tempo né? Lembro que sempre quis ter tudo que minha tia tinha!
Eu não sei direito quando comecei a gostar dos cosméticos, só sei que sempre fui viciada e faz tanto tempo, que acho que só me liguei mesmo quando começaram a botar reparo no meu exagero em viagens com os amigos na adolescência, até então eu acho que me achava normal!
Agora vou te fazer uma invejinha, ferrinho de passar, eu tinha um (que hoje está na casa da minha mãe, porque ela levou tudo embora para Natal quando mudou, inclusive minhas Barbies) que eu ganhei do meu avó, ganhei lá no nordeste mesmo, em Mossoró, onde ele morava quando eu tinha uns dez anos, o único porém é que ele era 220v, então minha mãe usava como ferrinho de viagem quando íamos para praia, pois SP é tudo 110v... Tão lindinho, pesadinho, de verdade, miniatura daqueles ferrinhos de modelo antigo tradicionais, que parecem até ferro de esquentar no fogão.
Boa lembrança você me deu, eu tive e dei valor, agora fiquei com saudades, pena que já vim embora de lá e nem toquei no ferrinho.
Ah, estes dias, em novembro, quando minha mãe estava aqui, subimos no forro para arrumar a caixa d'água, e achei um carrinho de feira de ferro, ele é herança de uma prima mais velha, eu super cobiçava e um dia ela me deu. Ele era igualzinho aqueles que dobram, uma raridade, porque os das minhas amigas eram de ferro, mas eram simples, um quadrado com rodinhas que não dobrava, ele está sem uma das rodinhas, mas acho que vou arrumar e dar para a filha da minha melhor amiga!
Beijos!
naovivosemcurvex disse…
Dáfni!!!
Eu também lembro sempre de algumas pias cheias de perfumes e cosméticos que via na minha infância, e mesmo hoje, ainda não consegui arrumar tudo num só lugar, como eu gostaria que ficassem meus produtos de make, cabelos, e corpo...Mas um dia, consigo!rsrs...
Então, o que vc comprou no Cosme de?
Comprei la e chegou com exatos 30 dias uteis!
E na Asos tbem da outra vez chegou com 40 dias uteis...
Só dessa vez que resolveram atrasar tantooo, e eu aqui doidaa pra ver logo!!
E com uma certa preocupação...
Obrigada pela força, espero que chegue logo pra eu poder mostrar pra vcs....
E claro, usar muito!!!kkkk
Bjão!
Sissa disse…
Oi Dáfni!

Me lembrei de um "pó de arroz" da minha mãe que eu usava e que tinha um aplicador super fofo!
Adorava ficar sentada na penteadeira dela, escovar meus cabelos e usar o pó de arroz...
Bateu uma saudade....

Adorei o post!!

Beijãooo
Dáfni disse…
Carlinha, fiquei com invejinha mesmo!!! E o carrinho... estas coisas de "antigamente" não se fazem mais! A gente tem que valorizar mesmo e passar pra frente! Parece que as coisas eram mais bem feitinhas, miniaturas de coisas "de verdade"! Ah, e obrigada pelo elogio!

Patricia, eu comprei, por indicação da Carlinha, um creme da Lancôme para controle do brilho - Sensation Totale. Foi despachado no dia 23/11, e só chegou ontem! Mas eu nem pude ver meu pacotinho, porque estou de férias, e pedi que entregassem no meu trabalho... aí me mandaram um e-mail dizendo que chegou! Curiosa... E lugar pras nossas coisinhas, nem me fala! Queria comprar uma penteadeira, mas marido vetou, dizendo que a gente vai ter que pensar no design do quarto... vai demorar pra caramba isso (snif)...

Sissa, aqueles pós de arroz antigos também eram o máximo, né? Fico feliz que gostou!

Beijos
paraiso disse…
Muito bacana seu post, ainda bem que colocou aqui.
Eu sempre gostei de fuçar nas maquiagens da minha mãe, tias e engraçado que naquela época eu só tinha batons e sombras super coloridas e hoje em dia elas que querem fuçar nas minahs =D

Beijão.
Aninha disse…
Oi linda!
Adorei o post!!!
Fiquei com saudades da minha infância... quando mexia nas coisas da minha mãe... nas maquiagens dela...
Bjos.
Ah, que legal!
Acabei de conhecer o blog. Bem fofo.
Depois faz uma visitinha!
beijos
Meu Deus, tô ficando muito velha!!!! rsrsrs
É tão bom lembrar dessas coisas com cheiro de infância!!!!! Dá uma saudade dos tempos de inocência, alegria incondicional...
Amei seu post!!!!
Ah! Recebi na segunda semana de Janeiro! Muitíssimo obrigada! Assim q achar meu cabo da câmera, vou postar a fotinho q tirei qdo chegou a caixinha...
Um beijo grande e uma ótima semana!
paraiso disse…
Oi, obrigada por avisar, vou arrumar =D

Beijão.
Emanuelly Guedes disse…
Qdo era pequena amava o cheiro do guarda roupa da minha tia(Sei que nao tem muito a ver com o post,mas tia me lembrou esse detalhe!)nao sei que cheiro tinha,sei que era bommm!
Minha mae sempre foi uma viciada em cosmeticos,principalmente oq retarde o envelhecimento,as vezes me acabo de rir,queria ser a metade q ela é,mas a preguiça nao permite,kkkkkkk,beijooooooooo
Dáfni disse…
Stéphanie, que bom que gostou!

Sil, obrigada! Faço uma visita sim!

Samantha, que bom que chegou! E obrigada...

Manu, a minha mãe já não, por isso que a minha referência neste quesito são outras pessoas - tias, amigas...

Beijos meninas e obrigada pelas visitas!
Dáfni disse…
Aninha, que bom que gostou! E que bom que despertou este sentimento gostoso, né?

Beijos
Karen Lommez disse…
Dáfni, tb me apaixonei por cosméticos muito cedo, vendo minha mãe se maquiar com primor todos os dias e brincando com as makes velhas que ela me dava... rsss
Sua ida à MAC valeu a pena, heim? Não sou mal-tratada na daqui tb não. AO contrário, sou bem atendida, elas me ligam pra dizer o que chegou e até separam produtos que sabem que eu vou gostar e não vendem para outras pessoas... Gosto muito. bjk
Dáfni disse…
Oi Karen!

O legal deste post são os comments - todo mundo tem uma história da infância envolvendo cosméticos!

Puxa, se na minha cidade tivesse MAC e vendedoras como estas, eu estava falida... (rs)

Beijos

Postagens mais visitadas