A discussão sobre o Morangão - minha humilde opinião


Olás!

Desculpem-me o post sério, mas eu não vou sossegar se não "falar" sobre este assunto!

Hoje, no blog Trendy Twins (que eu sigo e leio todos os dias), a Ana publicou um post que causou uma discussão acalorada sobre o Morangão, direitos do consumidor, coletividade, etc. Basicamente alertando, através de um e-mail de uma leitora, sobre a resposta que o Morangão deu quando questionado sobre o aumento dos preços nos produtos do site, e que este aumento estava sendo praticado apenas para as consumidoras brasileiras. A Ana termina o post com o seguinte trecho:

"Que fique claro que não estou defendendo a empresa! Acho que o Morango deveria ter acabado com o reembolso pro Brasil, e não aumentado os preços. Porque aí ficou aquela velha história: o justo pagando pelo pecador."

Bom, eu comentei lá e várias pessoas comentaram, umas "a favor" do que a Ana falou, outras "contra". Acredito que a ideia que o post passou (e só posso falar assim, pois é a MINHA INTERPRETAÇÃO) é que, devido ao fato de consumidoras do Morangão pedirem o reembolso quando foram taxadas (benefício oferecido pela empresa), o Morangão começou a aumentar os preços para TODOS os produtos, e que agora TODO MUNDO PAGA O PATO. Pelo menos, foi isso que eu achei que a Ana quis passar com o post.

Ok, esta é uma opinião da Ana e se a gente discorda tem que ir lá e comentar (foi o que eu fiz). Mas o que me chateou não foi o post, foi ler os comments. Fiquei abismada com o desrespeito que algumas pessoas demonstraram! E mais: com o desperdício de energia, a raiva demonstrada, e o egoísmo de algumas pessoas.

Falaram em coletividade, mas eu não vejo muitos posts pelos blogs falando sobre as empresas que testam produtos em animais e como podíamos boicotá-las (exceção ao Blog da Malu e ao Les Petits Luxes); sobre o consumismo exagerado; sobre empresas como a H&M que tem a sua produção feita nos países que exploram a mão de obra infantil e onde os direitos dos trabalhadores são ignorados. Nada disso eu vejo por aí. E nem eu fiz post sobre isso! No entanto, não poso de boa moça e cobro coletividade pra que o Morangão continue a vender para o Brasil! Acho que algumas pessoas devem refletir se ficaram tão P's da vida por causa da coletividade ou foi só porque têm medo de não poder comprar mais lá, ou seja, um medo extremamente egoísta. Não tem mal algum em ser egoísta, contanto que assuma que é.

Acho mesmo que, ao invés de ficar agredindo as outras leitoras, poderiam redirecionar sua raiva para algo muito mais positivo, como, por exemplo, a organização de um abaixo-assinado para o Morangão pedindo para extinguir o reembolso e voltarem aos preços antigos. Aí sim eu queria ver a resposta do Morangão - se eles aceitariam baixar os preços OU inventariam alguma desculpa esfarrapada! Na minha humilde opinião, isto seria o mais certo a fazer - chamar a coletividade para tomar uma atitude!

Respeito é bom, e eu gosto. Por isso me chateei. Tem pessoas que eu seguia o blog e, depois de hoje, ao ver o desrespeito com que tratou outras pessoas, parei. Parei porque eu tenho esta liberdade, de parar de seguir se eu não gostar mais do blog, assim como temos a liberdade de parar de comprar do Morangão por eles aumentarem os preços. Tenho certeza que se todo mundo parasse de comprar de lá, eles voltariam atrás. Mas é óbvio que isto não vai acontecer, porque há pessoas que não vão querer abraçar esta causa por diversos motivos. Mas nem por isso eu tenho o direito de chamar estas pessoas de lesadas, corruptas, desonestas, etc., por não terem uma atitude que eu posso considerar coletiva.

Vamos nos respeitar, por favor!

Comentários

naovivosemcurvex disse…
Ai amiga, fiquei sem net hoje por horas, e nem li nada desse post no trendys...
Vou dar uma conferida...Da outra vez a polêmica foi sobre o post da estudante que foi hostilizada na faculdade...
Vou conferir isso ja!

bjs
Sissa disse…
Nossa, que absurdo né??
Eu sinceramente as vezes não acredito no que as pessoas são capazes, na falta de limite, de educação...
Isso é um assunto que ainda vai dar muito pano pra manga.
Adorei o seu post.

Beijãooo
Oi Dáfni, acabei de vir do Trend Twins. Tinha lido o post, mas nem me atentei aos comentários.
Agora que li, depois do seu post, também me senti ofendida.
Concordo com você e vai ter blog, com certeza que eu vou deixar de seguir. Opinião todo mundo tem o direito de ter a sua, respeito quando pensamos diferente é bom e deveria vir de berço.
Eu mesma já pedi reembolso, de umas dez compras, apenas uma vez, mas por me achar no direito de usufruir de um benefício oferecido.
Se hoje, para a loja não compensa mais, não é culpa de quem pede reembolso.
Postei lá uma biblia, nem cabe mais palavras aqui porque estou indignada!
Beijos!
paraiso disse…
Oi, que bom que gosto da resenha =D
Eu não usei a Big Eyes, mas dizem que é muito boa também né..
Queria que as máscaras não tivessem prazo de válidades, assim poderia comprar todas que tenho vontade =/

Beijão querida.
Malu disse…
Essa história do Strawberrynet já deu tanta briga, e ainda vai dar mais... Já vi algumas discussões bem acaloradas no Orkut. hehe Bom, eu nunca comprei nesse site, mas se uma empresa (qualquer que seja), tem uma política/preços que eu não concordo, não seria mais simples não comprar com eles mais?!

Mas uma coisa tem que ser feita - e isso não tem mais nada a ver com o Strawberrynet ou qualquer outro site: as pessoas passarem a reclamar, brigar, porque os Correios brasileiros, juntamente com a Receita Federal, estão abusando. Encomendas enviadas dentro do território nacional que nunca chegam, que são roubadas, ou internacionais que acontecem o mesmo, além das taxações abusivas, muito acima do que é previsto.

Já aconteceu de roubarem (Correios ou Receita) encomendas minhas vindas do Canadá no tempo que fiquei no Brasil, além de roubarem o que mandei para os meus pais. Eu não ficaria com raiva de ser taxada em compras internacionais porque a lei brasileira em relação a isso é bem clara: a isenção dos USD$ 50 é de pessoas físicas para pessoas físicas, de pessoa juridica para pessoa fisica ou jurídica, não há mais a isenção. Então a taxação pode ocorrer até em compras de USD$ 1 se eles quiserem. O que eu acho uma sacanagem é taxar em 100% ou até mais, sendo que o correto é 60%. Ou simplesmente roubarem o produto.

Dá para sentir minha revolta?! hahaha Recentemente (em Novembro, na verdade) eu mandei um envelope grossinho com fotos para os meus pais que nunca chegou também... :( Por essas e outras eu desanimo total de mandar qualquer coisa, mesmo que cartas. Além de ser caro para enviar do Canadá. Eu já tinha decidido parar de enviar qualquer coisa que seja, mas decidi arriscar dessa vez... E, mais uma vez, me dei mal. Não foi nada caro, mas poxa, eu queria que eles recebessem... Engraçado que há anos eu lido com os correios de diversos países, o único a dar problema é o do Brasil. :/

Ui, fugi demais do assunto. :P

Beijos
Malu disse…
O que eu disse acima pode ser visto aqui: http://www.correios.com.br/produtos_servicos/catalogo/internacionais/importacao_via_correios/default.cfm
.
"REGRA GERAL: Bens com valor até US$ 3.000,00 (três mil dólares americanos) pagam imposto de importação de 60% sobre o valor aduaneiro da mercadoria, comprovado por documentação fiscal emitida no país de procedência.".
.
"EXCEÇÕES: * bens com valor aduaneiro até US$ 50,00 (cinqüenta dólares americanos), [b]cujo remetente e o destinatário são pessoas físicas[/b], estão isentos de imposto de importação, quando distribuídos pelos Correios;"
Malu disse…
O que está entre [b] e [/b], era para ser em negrito hehehe
Aninha disse…
Já falei lá no blog da Carlinha: aquele post tá dando o que falar, né?!
Concordo com vc e com a Carlinha!
Se o Morangão oferece o benefício do reembolso, porque não usar?
Não acho errado as pessoas pedirem esse direito que o site oferece. Ninguém obriga o Morangão a efetuar o reembolso, eles é que se puseram a disposição.
O errado é o que algumas pessoas fazem, ofender as outras... isso sim é feio!
Bjos.
Dáfni disse…
Meninas, só posso agradecer a compreensão que tiveram ao ler o post. Acho que não tenho mais nada a dizer sobre o assunto, o post foi o suficiente pra desabafar!

Stéphanie, eu também queria! Mesmo assim, tenho algumas que, certamente, vão vencer e não vão ver o seu fim...

Malu, que chato esta história dos correios! Sabe que vi num blog (de novo, a minha cabeça está uma m$%%$%) que a receita se reserva o direito de "destruir" ou leiloar certas encomendas, sem avisar a ninguém? Isto se for sem rastreio; com rastreio parece que eles "avisam"... Já ouviu falar disso? As que mandou pra cá tinham rastreio?

Beijos!
Malu disse…
Dáfni, eu desconheço isto. Digo, algo que os permita destruir ou leiloar, ainda mais sem aviso. Sei que certas atitudes tomadas são comuns, mas não quer dizer que sejam corretas.

O que eles deveriam é entregar para o destinatário, se o mesmo não quiser receber ou não quiser pagar a taxa, aí a caixa ou envelope deverá ser retornado para o remetente.

As que eu mandei/mando sempre têm rastreio quando é importante, ou quando está indo para o Brasil. Só não mando registrado quando vai para países onde o correio é de confiança. Se o correio do país for de confiança, mas se tratar de um documento, eu mando com rastreio.

Beijos
Dáfni disse…
Puxa, mas mesmo com rastreio os seus pacotes não chegaram? Que sacanagem! Achava que, por ter rastreio, seria mais difícil de perderem (tomariam mais cuidado), não que evitasse totalmente de acontecer...

É, parece que tem alguma coisa de muito errada com os correios ou a alfândega... eu acho que é mais provável que seja com a alfândega (puro preconceito, claro!).

Beijos
Perfume Million disse…
Concordo com a Dáfni, vejo alguns posts de gente que ou não recebeu ou foi extraviado, só que isso acontece quando já está no Brasil. Se a gente for fazer uma comparação justa, a quantidade de falhas por parte do Morangão é realmente pequena perto do tanto de gente que a gente já ouviu falar que comprou.
Dáfni disse…
Perfume Million, é verdade, e se o Morangão oferece o benefício, por que não usar, né? Eu sempre recebi tudo direitinho quando comprei com eles. Uma vez fui taxada e pedi reembolso, porque eles oferecem. Vai de cada uma ver o que é melhor pra si!

Beijos

Postagens mais visitadas